Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Maria Teresa

Passo a passo é um passo para a alma...

A necessidade de amar e a urgência de uma paixão amorosa são presenças obrigatórias na vida das pessoas. Alguns podem achar que viver sem um amor é algo que não os afeta, mas a verdade é que quase sempre, de uma forma mais ou menos consciente, as ideias de uma paixão, da possibilidade de viver um amor, marcam presença na vida de todas as pessoas, mesmo que muitas vezes essa 

presença seja vivida em segredo. 

Claro que as primeiras hipóteses são dirigidas àqueles com quem mais se convive. Naturalmente, pois precisamos apreciar alguma coisa na pessoa por quem nos apaixonamos, e pelo convívio sempre descobrimos uma ou outra característica que nos deixa a pensar nessa pessoa de uma outra forma. 

Muitas vezes não é um verdadeiro amor, nem mesmo uma paixão, mas o vazio de emoções, de envolvimentos emocionais significativos, que confunde na nossa cabeça os sentimentos, e muitas vezes um simples carinho, em conjunto com uma falta de amor erótico já há muito tempo acumulada, leva a interpretar aquele sentimento como se de uma paixão se tratasse. Naturalmente que um amigo mais próximo é sempre o principal candidato a uma destas “paixões”. 

Por vezes são verdadeiros amores platónicos vividos em segredo; outras vezes, e para conveniência dos dois, decidem partilhar uma amizade com algo mais, uma amizade colorida, que se bem conversada pelos dois e muito clara na cabeça de um, para o outro já se transformou em paixão. Se são dois amigos é natural que muitas horas sejam passadas em conjunto e que muitas realidades das suas vidas sejam partilhadas. O problema começa quando um nem sempre está disponível, ou, pior ainda, quando começa a interessar-se por uma terceira pessoa. Claro que não é simples que um sentimento se transforme noutro, e dificilmente uma amizade se transforma numa paixão. Mas se a confusão na cabeça de um, ou mesmo dos dois, já não permite distinguir a carência de um amor de uma verdadeira paixão, o mais certo é que as confusões comecem. 

Uma coisa é certa, de todas as opções que pode tomar, a pior é realmente nunca falar com ele sobre aquilo que sente, porque se a amizade for verdadeira, mesmo que os sentimentos dele por si não sejam idênticos aos seus, ele saberá perceber o que está a acontecer e lidará com o assunto com maturidade e diálogo. Se a sua intenção é sondar, antes de se atirar de cabeça numa revelação bombástica, siga estas dicas fabulosas de sedução.

Com o tempo o mais certo é que nem paixão nem amor, e nem mesmo amizade. Já se conhecem demasiado bem um ao outro para que o período de paixão, que é sempre um envolvimento com alguma fantasia, possa ser vivido pelos dois. Conhecem-se o bastante para permitir que uma ou outra mentira, com a intensão de sedução, possa ser bem aceite pela outra pessoa. Poderia ser conveniente, e muito prático, pois este tempo em que estamos já todos bastante conscientes de que as pessoas têm geralmente feitios complicados, um tempo em que a falta de tempo faz pouco prático o tempo gasto na aventura de conhecer novas pessoas. 

Uma paixão por alguém que já se conhece parece realmente a solução ideal. Tudo parece perfeito, até que se começam a viver essa paixão na prática. Cada um conhece demasiado bem o outro e é tentado a fazer algum jogo de controlo sobre o outro, pois na paixão e no amor sempre desejamos poder controlar. Dá-nos alguma segurança. Mas claro que o outro lado também conhece bem o que passa pela cabeça dos dois, não gosta, e começam as primeiras irritações. E no final, nem paixão nem amizade, apenas o arrependimento. E a convicção de que o melhor mesmo é passar mais alguns anos sem arriscar o amor. 

Texto: Dr. Quintino Aires

Autoria e outros dados (tags, etc)

"Sair de um blog sem comentar é como visitar alguém e ir embora sem se despedir..."




Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D



"Sair de um blog sem comentar é como visitar alguém e ir embora sem se despedir..."

Maria Teresa

Passo a passo é um passo para a alma...